Sobre

Quem Somos

O Instituto de Artes Integradas de Blumenau – Inarti, surgiu em 2003. No ano seguinte, em função da abrangência de suas finalidade e atividades, passou a desenvolver um conjunto de ações culturais envolvendo as áreas de literatura, artes visuais, música, folclore, patrimônio artístico e cultural e teatro.

Abraçamos com muito carinho essas ações, por entendermos a sua importância para a cidade – independente do perfil político do governo – e, desde então, passamos a fazer coordenações de projetos, parcerias e apoios colaborativos, a fim de assegurar que eventos importantes tivessem continuidade.  Ressalto, em especial – resguardando a devida atenção às diversas outras ações desenvolvidas–, a área do teatro, notadamente as realizações em torno do teatro feito para crianças e jovens.

O Fenatib – Festival Nacional de Teatro Infantil em Blumenau – tem como proposta estimular as artes como um todo. É uma prática cultural de educação e formação para as nossas crianças e adolescentes, e configura-se como uma atividade cultural importante desde 1997, quando a cidade ainda abrigava poucos eventos. Seu objetivo, desde então, é despertar o prazer, o gosto pelo teatro e formar espectadores. O Festival é realizado anualmente, com espetáculos de diversas regiões do Brasil, que são apresentados em teatros e nos bairros da cidade. É importante destacar que o FENATIB é o mais antigo Festival de teatro feito para crianças no Brasil.

Além da qualidade dos trabalhos apresentados e do aprimoramento da organização a cada realização do evento, é preciso reconhecer também a disponibilidade e entrega dos grupos que já se apresentaram no evento e a contribuição de palestrantes, “oficinantes”, selecionadores dos espetáculos e debatedores.

Outra atividade importante do Instituto de Artes, é o Seminário de Estudos Sobre Teatro para Crianças e Jovens – um conjunto de palestras em torno do teatro para crianças, reunindo artistas e professores que apresentam suas reflexões, experiências, e pesquisas sobre essa arte. Este trabalho é fundamental para avaliarmos a integração com as escolas e professores, pela oportunidade de trocas e experiências   entre todos. Nessas reflexões, os professores locais e de outras regiões do estado têm a possibilidade de interagirem com os profissionais das diversas áreas artísticas: Teatro, música, criação, direção, dramaturgia, entre outros.

Durante todos esses anos, o Inarti realizou diversas outras atividades culturais. No teatro, foram mais de 960 apresentações com o Fenatib, incluindo também a Mostra de Teatro de Blumenau – MOTAB – que tem a participação de alunos das escolas públicas da região, e o Movimento Teatrando de Grupos da Cidade. Vale ressaltar que com esses projetos atingimos, até 2019, um público aproximado de 400.000 espectadores, além de reunir atores, diretores e convidados para trocar experiências.

Oficinas de teatro – anualmente, são oferecidos cursos e oficinas para crianças e jovens, e também aos professores interessados em aprofundar seu contato com a arte teatral. As oficinas acontecem, propositalmente, nos bairros de Blumenau, contribuindo assim para que os participantes, em sua maioria com dificuldades de acesso a programas formativos, possam usufruir dessas ações.

O Inarti realiza, ainda, oficinas na comunidade, com parceria de escolas na área de teatro, dança e meio ambiente. 

Outro projeto importante é a realização do FESFOLK – Festival Nacional de Danças Folclóricas –, que reúne grupos de danças nacionais. Nesses últimos 3 anos não conseguimos realizá-lo, devido a dificuldades financeiras. No entanto, o projeto continua inscrito nas leis de incentivo Federal para captação, com a expectativa de realização para o ano de 2021/2022.  

Da mesma forma a 23° edição do Fenatib, devido à pandemia do Covid, não pode acontecer, ficando, assim, para agosto de 2021. No âmbito desta próxima edição, está previsto o 3º Seminário sobre Estudos de Teatro para Crianças e Jovens, abordando o tema “Visualidades no Teatro para Crianças e Jovens“. O tema nos desafia a aprofundar as reflexões sobre a cena contemporânea, sua multiplicidade de expressões, e diferentes modos de pensar e praticar Teatro para Crianças e Jovens no Brasil. Algumas perguntas estimulam a realização do Seminário: visualidades? Como se dá a sua construção? Como as visualidades se materializam na cena? Elas ocorrem unicamente a partir do que se vê? Qual a sua relação com as crianças e jovens espectadores?

Vale ressaltar que o seminário acima citado deveria ter acontecido na última edição, porém pela falta de recursos foi substituído por uma mesa de estudos do Teatro para Crianças e Jovens, e agora  é retomada com o firme propósito de que aconteça nesta edição.

Estas ações e participações interligadas, angariam o reconhecimento do público sempre que se realizam. Há de se ressaltar, ainda, nossa participação em outras entidades, como Patrimônio Histórico, Academia Catarinense de Letras e Artes, Instituto Histórico de Blumenau, Associação do Arquivo Histórico, além de palestras realizadas em outras cidades e diversos estados sobre as experiências vivenciais, em especial com o Fenatib, desde 1997.

Citamos também as publicações na área de Artes Visuais, coordenação de projetos, consultorias e elaboração de projetos oferecidos gratuitamente para artistas e grupos que evidenciam o caráter formativo e artístico das atividades realizadas durante esses anos pelo INARTI. Todas envolvendo artistas, professores, arte educadores e alunos na produção de trabalhos, sempre com a preocupação de criar um pensamento crítico sobre o teatro feito para crianças no Brasil, bem como, com as outras atividades apresentadas.   

Acreditamos que o INARTI se tornou  um órgão importante  por contribuir e  atuar em diferentes áreas e práticas que ajudam a aprofundar conhecimentos e aprimorar a formação cultural.