GRUPO ATENDIDO PELO CENTRO POP DE BLUMENAU ASSISTE ESPETÁCULO DO FENATIB

Espetáculo “Paco e o Tempo” do Grupo Gestopatas – Rio de Janeiro/RJ | foto: Divulgação

Um grupo de 14 pessoas, formado por usuários e servidores do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) de Blumenau, assistiu ao espetáculo Paco e o Tempo, do Grupo Gestopatas do Rio de Janeiro/RJ, nesta quinta-feira (15).

A iniciativa foi do voluntário Adriano Vargas que trabalha o acesso dessa população à arte e à cultura. “Muitas dessas pessoas que estão vivendo à margem da sociedade, por não terem uma moradia, acreditam que a arte não é pra eles, o que não é verdade. A arte é para todos e tem o poder de transformar vidas”, declara Adriano emocionado enquanto entra com o grupo para assistir a peça.

Atriz Tânia Gollnick interpreta Paco | foto: Divulgação

O espetáculo “Paco e o Tempo” usa vários recursos em cena, como bonecos e máscaras. A história é sobre o tempo que faz com que Paco esteja sempre atrasado. Ele decide conhecer o tempo e fica esperando que ele passe para conversar. A peça é para o teatro infantil, mas a profundidade das metáforas faz com que o espetáculo encante um público de todas as idades, cada qual com seu entendimento, de acordo com a sua própria experiência com o tempo.

Auditório Heinz Geyer do TCG lotado para o espetáculo “Paco e o Tempo” | foto: Divulgação

Os usuários do abrigo municipal – Amblu gostaram muito dos efeitos especiais, das luzes e elementos de palco. Contaram que entenderam a mensagem e ficaram encantados com a atuação da atriz que interpreta o Paco, Tânia Gollnick. Maurício e Emir juntaram-se ao público de mais de 800 crianças que lotaram o auditório Heinz Geyer do Teatro Carlos Gomes e aplaudiram de pé ao fim do espetáculo. Foi a primeira vez que entraram em um teatro. “Como o tempo passa rápido! Como não aproveitamos a vida. Quando vemos, estamos velhos”, refletiu Maurício enquanto retornava ao abrigo.

Luciana Coelho, coordenadora do Amblu, reforça que “cultura é reinserção social e que a reação de encantamento com a linguagem do teatro é muito importante para ampliar o entendimento do mundo, virando chaves mentais capazes de transformar a realidade”. Para a coordenadora do Festival Nacional para Crianças e Jovens de Blumenau – Fenatib, Maria Teresinha Heimann, a experiência do grupo expressa o objetivo da promoção do festival: inclusão, inserção, democratização dos espaços de teatro. “São 24 anos de Fenatib, um evento que se mantém baseado nesses princípios de oportunizar a vivência da arte desde a infância aproximando o público dos espetáculos”.

Assessoria 24º FENATIB
(47) 99188-0446 | Miriam Mesquita
(Jornalista | 0007004/SC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.