TIBE: O MASCOTE DO FESTIVAL DE TEATRO INFANTIL

O auditório, com capacidade para mil pessoas, está lotado. A algazarra das crianças, alunos de escolas da região de Blumenau, enche o ambiente. De súbito, uma onda perpassa as fileiras e o som se torna ensurdecedor. Algo aconteceu entre a plateia que espera o início do espetáculo, ainda com as luzes acesas na sala. Procuro o motivo de tamanha comoção e vejo, ao fundo do corredor, o animado mascote do Fenatib avançando para o palco. Ele avança devagar, enlaçado pelas pernas por crianças que afluem de todos os lados, apesar da vã tentativa das professoras em contê-las. É uma pequena amostra de um show de música, onde o público fanatizado chora e grita ao ver seu ídolo. A diferença é que com o Tibe não se trata de fanatismo, é um misto de afeto e curiosidade, de inocência pura e espontânea reservada apenas às crianças.

– Quantos anos você tem? – Você é homem? – Você é mulher?
Enfiado no macacão branco e com uma cabeça que pesa cerca de dois quilos, a anima do personagem resiste à tentação de falar.
– Já sei! Você é médico.
Ele meneia a cabeça, gesticula com mãos e braços, dá pulinhos e, como um ícone, espalha magia e diversão entre a criançada.

Tibe, como num conto fantástico, vive oito anos em oito dias, e tem, eternamente, a idade de oito anos. Assim foi concebido pelo criador. Ele, a partir de hoje, transforma-se no personagem menor, à direita do cartaz, aludindo à peça Hamlet, de Shakespeare, segurando a máscara e proferindo a frase “- Ser ou não ser? Eis a questão.”

O mascote do Fenatib descansa agora, não como um macacão dobrado na estante ou uma cabeça jogada em um depósito. Tibe descansa na imaginação e nos sonhos das crianças que participaram da última edição do festival. Empresta a energia recebida para alimentar de luz uma sala encantada onde um grupo de pessoas trabalha em um mundo concreto, cheio de obstáculos e desafios, preparando o próximo festival: Teresinhas, Eltons, Nelsons, Gibas e Célias. Rodrigos, Marianas, Kátias, Reginas e Verenas.
Até o ano que vem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.